terça-feira, 3 de novembro de 2009

História: A Nuvem

Essa história A Nuvem, mostra todo o ciclo da chuva sob o olhar do personagem principal da história, que é um menino de uns 7 anos, que sai de casa, de bicicleta, pra passear com seu cachorrinho, o que os dois mais gostam de fazer juntos é olhar as nuvens e ver em que elas se transformam: coelhos, ursinhos... só que no meio da brincadeira cai a maior chuva e é quando começa a explicação de onde vem a água da chuva, pra onde vai...
A atividade dessa história, é claro, foi sair da sala de aula e sentar na grama para olhar as nuvens e desenho com giz de cera das nuvens mais legais. Fiz isso com 11 turmas, alunos de 4 a 6 anos.
olhando as nuvens...!!!
ahhh já começou a gracinha rsrsrs.
Confesso que quando sai da sala com a primeira turma, olhei para o céu, que estava lindo, bem azul com grandes nuvens brancas, mas eu não consegui ver nada nas nuvens, elas não se transformaram em nada, olhei para as crianças que esperavam alguma reação minha, então eu apontei para o céu e disse às crianças: "olhem lá uma nuvem que parece um pato", as crianças se empolgaram e começaram a dizer que estavam vendo um monte de coisas nas nuvens eu sinceramente olhava, olhava e não achava as nuvens parecidas com nada a não ser nuvens. Então segui minha aula um pouco frustrada, afinal as crianças diziam que estavam vendo cada coisa legal e eu só concordava mas nao via nada. Quando eu era pequena, as nuvens se transformavam em tantas coisas, porque agora não mais? Porém, lá pela quarta turma de alunos que eu levei ver as nuvens, elas, as nuvens, pararam de fazer jogo duro comigo e começaram a se transformar em muitas coisas legais, ursinho, dragão, um homem correndo, uma grande xícara etc.... fiquei feliz e quase mais empolgada que as crianças. (rsrsrs) Na última turma, depois de uma semana olhando para cima, eu já estava afiada, um aluno me chamou muito surpreso e disse: "Prof. olha lá um navio pirata", olhei e realmente, estava lá, um perfeito navio pirata, e como era uma nuvem bem pequena era levada pelo vento com mais rapidez que as outras, então eu disse: "verdade, um navio pirata navegando", (rsrsrs) isso bastou para que todos os alunos vissem e imaginassem até as cores do tal návio.
Mas descobri uma coisa, não eram as nuvens que estavam de mal comigo, o meu olhar de criança é que estava enferrujado, não conseguia imaginar mais aquelas formas gigantescas se tornando coisas que não fossem nuvens, ainda bem que insisti e consegui recuperar aquele olhar infantil que faz uma nuvem se tornar um mundo de imaginação.

10 comentários:

Neily disse...

OIIII AMIGA, LINDO! LINDO!.. SEM PALAVRAS PELO SEU TRABALHO...TODOS PRECISAVAM VER DE PERTO SEU TRABALHO, QUE É FEITO COM MUITO AMOR E CARINHO.. BEIJOS.. SEMPRE ESTAREI VISITANDO..

amon-rã disse...

olha, eu tenho 60 anos quase 61, ai vendo o tempo senti uma vontade tremenda de tambem olhar as nuvens, e tentei, juro que tentei mas estava tão limpo o céu sem nuvens, quase fiquei frustrado, mas lembrei da história, quan vc fala que não éra as nuvens, era vc, ai vi as nuvens, vi um lindo anjo com cachinhos de ouro,andando pelo céu com muitas nuvenzinhas atráz, este anjo estava lindo feliz e o vento levava ele a bailar, e todas as nuvenzinhas menores tambem bailavam soltas pelo céu, felizes, por se sentirem amadas e seguras junto com o anjinho de cachinhos de ouro, ai tambem vi como eu éra feliz, eu conseguia ver não só o navio pirata,mas um aglomerado delas formando um bailado ezuberante e me prestando reverencia pois eu tive o previlégio de trazer ao mundo uma das pessoas que deu a estas nuvenzinhas o direito de sonhar e trazer até elas o verdadeiro mundo de fantazias onde só e inequsoravelmente existe o sentimento de amor.
quanto mais entendo vc vejo que a minha missão, esta completa, entendo porque Deus em uma das nossas conversas eu dei a vc e a lia uma das mais importantes missões,o direito de trazer ao mundo um anjinho de cachinhos de ouro.

te adoro e sou gordo de orgulho
AMON-RÃ

Ana Cristina Melo disse...

Vi a indicação de seu blog no site da Cristiane Rogério.
Amei esse texto. Mostra a sua sensibilidade e a do seu trabalho. Você tem toda razão, se conseguissemos resgatar o olhar infantil, tudo seria mais simples.
Confesso que preciso urgentemente resgatar o meu. Enquanto não consigo, me deixo virar menina novamente, lendo literatura infantil. Sou eu quem normalmente indica a meus filhos um texto legal.
Parabéns pelo site e pelo trabalho.

Ana Cristina Melo
http://canastradecontos.blogspot.com

Anônimo disse...

Encantador o seu blog!
Passarei sempre por aqui!
bjos
Carla

Anônimo disse...

Sou suspeita falar a cada vez que discutimos sobre as aulas surgem de você Andréa idéias criativa . Olhar teu blog é perceber que ainda não é o fim, mas que há esperança. O pensamento generoso de acreditar nas possibilidades.Parabéns pelo sucesso e por compartilha-lo. BJS

Denise disse...

Oi. Só tive tempo de ver, hoje. Como você sabe, eu detesto ler, mas adoro uma boa estória. Você expressou bem a idéia de como o nosso olhar, diante das coisas simples, muda ao longo da vida. Meus parabéns.

Anônimo disse...

Andreia,que alegria poder conhecer um trabalho essencial na formação de novas cabeças "pensantes". Ganhei uma parceria de valor muito além do que eu esperava! A Sala de Leitura Era Uma Vez...e as crianças que por lá passam, conta com vc, espera por vc! O espaço é seu!Parabéns, ganhou mais uma missão hahahah! Grata pela atenção, muito grata pela empolgação!
Abraços
M.Amélia

Aline disse...

Déia, Amei
Voce faz e acontece
Sei que as crianças se beneficiam e muito de ter uma professora como vc, que é mais que isso, parece na realidade que vc de uma maneira magica e encantadora esta conduzindo estes pequeninos por um caminho que dará em um futuro muito melhor, e acredito que vc muito mais que eles, está aproveitando muito mais este a caminho.
Parabens
Aline Albano

Anônimo disse...

Vi uma indicação de seu blog no blog da Cristiane Rogério e fiquei encantada... Parabéns pelo seu trabalho... quero tentar trabalhar algumas dessas coisas com meu filho... vai ser um aprendizado pra mim e pra ele.
Mas uma vez, PARABENS. Li todos os seus posts e seu trabalho é magnifico.
Até Mais...
Glasieli
Dourados/MS

Anônimo disse...

Sim, provavelmente por isso e